Pages - Menu

4 de out de 2012

Acróstico de poesia



Poetas são geniais
Ostentam suas fantasias
Estendem suas paisagens interiores
Sensíveis, infinitas em palavras ditas ou escritas
Imprescindíveis, imaginativos, criam universos encantados
Amoráveis, ora abomináveis, reflexivos, sonhadores, infinitos

Nos oferecem um veículo de abstração
Indispensável nesse mundo nocivo
Que nos degrada a cada segundo
Segundo o qual ao pó caminhamos
Ao menos caminhar com poesia 
Menos seco o pó se aprecia

Um comentário:

  1. No exato momento, lembrei da obra de Neruda. Essa poesia do amor não correspondido é maravihosa. Sempre nasce uma bela poesia de um certo coração partido.


    Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos,
    já não se adoçará junto a ti a minha dor.

    Mas para onde vá levarei o teu olhar
    e para onde caminhes levarás a minha dor.

    Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos
    uma curva na rota por onde o amor passou.

    Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame,
    daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.

    Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste.
    Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.

    ...Do teu coração me diz adeus uma criança.
    E eu lhe digo adeus.

    Pablo Neruda



    ResponderExcluir